Biblioteca da Pulsos: livros sobre racismo, antirracismo e relações raciais

Quer ampliar referência pra gerar consciência? Reunimos aqui alguns dos livros imperdíveis pra compreender para além de refletir. Este post é atualizado constantemente com novas indicações! Aproveite.


Pra compreender a Formação da Sociedade Brasileira


“Certa vez um etnólogo disse que “o caminho do progresso é cheio de aventuras, rupturas, e escândalos”. Devemos, assim, começar examinando o maior de todos os escândalos, aquele que ultrapassou qualquer outro na história da humanidade: a escravização dos povos negro-africanos”. Abdias Nascimento

O Genocídio do Negro Brasileiro | Abdias Nascimento, 2016

Escravidão – Volume I | Laurentino Gomes, 2019

Rediscutindo a Mestiçagem no Brasil | Kabengele Munanga, 2019

A Elite do Atraso: da Escravidão à Bolsonaro | Jessé Souza, 2019

Encarceramento em Massa | Juliana Borges, 2019

Racismo, Sexismo e Desigualdade no Brasil | Sueli Carneiro, 2011


Pra compreender Racismos


“Raça não é termo fixo, estático. Seu sentido está inevitavelmente atrelado às circunstâncias históricas em que é utilizado. Por trás da raça sempre há contingência, conflito, poder e decisão, de tal sorte que se trata de um conceito relacional e histórico”. Silvio Almeida

Racismo Estrutural | Silvio Almeida, 2019

Pequeno Manual Antirracista | Djamila Ribeiro, 2019

Colorismo | Alessandra Devulsky, 2021

Pele Negra, Máscaras Brancas | Frantz Fanon, 2020

Racismo Lingüístico | Gabriel Nascimento, 2019

Racismo Recreativo | Adilson Moreira, 2019

Lugar de Fala | Djamila Ribeiro, 2019


Pra compreender Branquitude


“São nesses processos históricos que a branquitude começa a ser construída como um constructo ideológico de poder, em que os brancos tomam sua identidade racial como norma e padrão, e dessa forma outros grupos aparecem ora como margem, ora como desviantes, ora como inferiores”. Lia Vainer

Entre o Encardido, o Branco e o Branquíssimo | Lia Vainer Schucman, 2020

Branquitude: Estudos sobre a identidade branca no Brasil | Tânia Müller e Lourenço Cardoso, 2017


Pra compreender Interseccionalidades


“Mulheres negras têm sido, portanto, incluídas em diversos discursos que mal interpretam nossa própria realidade: um debater sobre racismo no qual o sujeito é o homem negro; um discurso genderizado no qual o sujeito é a mulher branca; e um discurso de classe no qual “raça” não tem nem lugar”. Grada Kilomba

Memórias da Plantação: Episódios de Racismo Cotidiano | Grada Kilomba, 2019

Interseccionalidade | Carla Akotirene, 2019


Pra pensar Raça e Mercado


“Esta necessidade de estudar criticamente a mídia, com um olhar mais apurado em relação às imagens repetidas, que nos interessam aqui, em relação ao negro, extrapola o fato de este ser um mercado importante na economia do país, e inclui o fato de ser ela um dos mais eficientes vetores de discursos e mensagens simbólicas”. Luana Genót

Sim à Igualdade Racial, Raça e Mercado de Trabalho | Luana Genót, 2019

A Empresa Antirracista | Maurício Pestana, 2019


Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Publicado por Luiz Gustavo Lo-Buono

Fundador da Pulsos, consultoria para equidade racial em empresas. LG é um homem cis negro e gay, mineiro (de alma e coração) e apaixonado por neurociências e comportamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: